DE JUNHO A OUTUBRO

As eleições Brasil a fora foram muito positivas em um conceito geral, pouquíssimos votos brancos e nulos, isso mostrou que o brasileiro que em 2013 foi as ruas pedir mudança realmente saiu do sofá e fez sua parte.
O que me incomoda um pouco é como esse cidadão agiu…
Para quem ainda não sabe, minha ideologia pende mais a esquerda do que a direita – não, eu não sou nenhum comunista amante do Che – por razões de pensar no povo acima do capital. Particularmente nesse post vou me focar em duas coisas: A reeleição do governo do estado de SP e o segundo turno da presidencial.
Começando pelo governo do estado, eu sinceramente penso que paulista nunca mais deveria ousar em se levantar para falar que nordestino não sabe votar. O povo reelegeu Geraldo Alckmin! Que moral paulista tem para falar de outro estado?! Sério pessoas, o governo do PSDB vai completar 24 anos no estado e por enquanto é cagada em cima de cagada. Não entregaram o Rodo Anel, O estado está prestes a secar, criaram uma lei que transformou 1/3 dos estudantes do ensino médio em semi analfabetos, o funcionário público – principalmente o professor – ganha salários baixíssimos, pouca infra estrutura e muito mais. Porém o ilustríssimo possui uma oratória de dar inveja e conquista o povo senil de que está tudo nas mil maravilhas. Eu estudo numa escola que pertence ao governo do estado e posso dizer que NENHUM professor lá está contente com a situação (e olha que é uma das escolas mais bem conceituadas do estado), mas os votos não se limitam apenas lá e vivemos numa democracia, portanto para você que votou e ajudou a reeleger o Alckmin, você não tem direito de tomar banho, de passar na USP ou de matricular seu filho numa escola estadual e quem sabe quando o Cantareira secar você aprenda a votar direito!
Agora o mais alarmante, uma virada incrível nos últimos dois dias de candidatura colocaram mais uma vez PT e PSDB brigando no segundo turno pelo governo federal – nem preciso dizer quem eu apóio, né? -. Dilma e Aécio trocaram farpas por toda uma árdua campanha, como sempre, mas esse ano eles tiveram a companhia de alguns “algo a mais”, por começar por Marina Silva, que após a morte de Eduardo Campos subiu muito nas pesquisas e chegou a cogitar um lugar no segundo turno, mas por não apresentar propostas concretas e apenas usar o discurso de “nova política” foi passada para trás. Aécio nesse meio tempo pautou suas campanhas muito mais sendo anti-petistas do que pró-psdbista, utilizando da vontade do povo em mudança em junho de 2013 como arma para se promover, além de uma boa ajuda dos internautas revoltados da “Tv Revolta” (comunidade anti-petista no facebook, você já deve conhecer), dos escândalos como o julgamento do “mensalão” e a CPI da Petrobrás e de se gabar que transformou o governo de Minas Gerais em um exemplo… Mas espera. Quem está levando em Minas mesmo? Ah tá!
Dilma foi mais cautelosa, já que seu governo foi alvo de muitos atos desgostosos do povo brasileiro, dentre eles as manifestações de 2013, as vaias na abertura da Copa do Mundo, o julgamento do “mensalão” e a abertura da CPI da Petrobrás, a revolta de alguns brasileiros com os investimentos como no porto em Cuba e a usina de Pasadena e o perdão a dívida Africana. Dilma pautou sua reeleição num discurso de melhoria do que já foi criado (ProUni, Fies, Bolsa família, Ciências sem fronteiras…) e da criação de novos investimentos, como o banco dos BRICS, por exemplo, ela também ressaltou que seu governo conseguiu tirar o país do mapa da fome e controlou a inflação (mesmo ela tendo subido esses últimos tempos, está dentro da normativa).
Agora os dois vão se enfrentar num segundo turno muito acirrado, onde nunca antes se via uma disputa tão voto a voto como essa. Aécio deve preparar uma “investida final” para conquistar os eleitores de Marina Silva e Dilma deve reforçar seus feitos e atacar Aécio com seus podres. Um fato interessante é que a campanha de Aécio não saiu como ele planejava, ganhou em SP, mas perdeu para Dilma em sua base eleitoral, MG, fazendo assim um suspense para saber como o povo vai se comportar em três semanas.
Sendo sincero, o povo pediu mudanças, eu fui as ruas e pedi mudanças, mas não esse tipo de mudança, um homem que censura a imprensa para não ser divulgado seu processo de corrupção em Minas, que constrói aeroporto em cidade com menos de 25mil habitantes e tudo em torno de sua fazenda, sendo um deles com custo de 14 milhões, que diz que a privataria tucana é invenção da esquerda e se diz contra a corrupção.
Claro que eu não estou 100% satisfeito com o governo atual, mas acho mais fácil o que já está presente terminar as mudanças do que um novo governo com ideologias bem diferentes assumir e ficarmos a mercê do líder de escândalos de corrupção desse país (das 10 mais, PSDB está em 9).
O eleitor adotou (infelizmente) um discurso anti-petista, sem se preocupar em quem estava elegendo, não é assim que se faz política, não é assim que o Brasil vai para frente.

ABr200613_MCA2268

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s