AO SENHOR CAMPOS FILHO

Ilmo. vereador Campos Filho

O senhor sabe o que significa “ideologia”? Ideologia é um conjunto de ideias que resumem uma doutrina ou visões de um determinado grupo. Para Karl Marx, ideologia age mascarando a realidade. Mas o que é realidade? O que pode ser dado como real? Não seria a realidade uma ideia, uma “ideologia mais aceita”? Um consenso? A ideologia monarca, por exemplo, que dominava até o séc. XVII – XVIII no planeta era um consenso, então vieram as revoluções e reformas para instaurar outros sistemas, entre eles o parlamentarismo e as democracias presidenciais ficaram mais famosos. Existe por exemplo a ideologia muçulmana, a judaica e a cristã. Existe a ideologia comunista e capitalista, a ideologia anarquista também… Agora, ideologia de gênero? Desculpe te desapontar, Campos Filho, porém ideologia de gênero é na verdade o que temos hoje: “nasceu com pênis é menino e com vagina é menina. E não importa o resto”. O que se discute sobre gênero hodiernamente, vereador, é a abertura desse debate nas escolas, contrariando o que o senhor pensa, não é ensinar a ser isso ou aquilo, é ensinar que existem diferentes gêneros, sendo eles cis ou trans. Uma coisa é o gênero biológico, aquele que nós nascemos, mas outra é o gênero social, esse vai diferir de pessoa para pessoa. Não nego que a grande maioria dos seres humanos possuem seus gêneros juntos (também conhecidos como cisgêneros), porém há uma parcela da sociedade que não, que difere entre um gênero e outro (os transgêneros). São esses (e essas), do segundo exemplo, vereador, que o senhor está querendo invisibilizar com sua proposta. Além do peso moral que a proposta possui, ainda há o peso legal, ou seja, o senhor está propondo que não haja debate, mais conhecido como censura. Me lembro das aulas de história do Ensino Médio onde eu aprendi que na época da Ditadura Militar quem debatesse sobre comunismo, socialismo ou anarquismo não era muito bem visto… E como são vistas essas pessoas que propuseram censuras hodiernamente? Hitler, Castelo Branco, Mao Tsé… Como pessoas que contribuíram para o atraso da sociedade, que achavam que o conservadorismo era a salvação. É assim que o senhor quer ser lembrado? Como alguém que está atrasando a humanidade? Além de atrasar a humanidade, vereador, tome como consequência que o senhor estará apoiando a imensa LGBTFobia que existe nas escolas de hoje, públicas e privadas, onde crianças são humilhadas e tentam procurar apoio, mas o professor não possui preparo para acolhe-la, vai até a família e descobre que possui uma família também despreparada para explicar a ela o que ela sente, para abri-la as portas para entender quem ela é. O mundo não é só azul e rosa, vereador, o mundo é um complexo arco-íris e temos que estar abertos à discussão sobre cada cor. Cercear isso é delimitar padrões, é, aí sim, impor uma ideologia. Sobre orientação sexual, gostaria apenas de deixar claro ao senhor que um homossexual é completamente diferente de um transexual e, para o senhor ver como a linha de raciocínio é fácil, podem existir homossexuais transexuais. Gênero, vereador, não tem nada a ver com orientação sexual. Me deparei com um dos cidadãos que apoia seu pífio projeto na Câmara no penúltimo debate aberto e o perguntei se ele sabia a diferença entre um homossexual e um transexual, ele não soube responder, perguntei a uma moça, ela também não soube, perguntei a uma senhora, mesma resposta… Por que será então que o povo campineiro acata sua proposta? Eu lhe respondo, Campos Filho, pelo mesmo motivo que você a fez: Medo. Sim, vereador, medo. Mas fique tranquilo, é normal o ser humano ter medo do desconhecido, porém hodiernamente não dá mais para se manter num mantra que apenas critica sem estudar o caso ou conviver com essas pessoas, é inadmissível que alguém hoje tenha medo do que se pode estudar, isso é preconceito e, se o preconceito se estende ao patamar de não querer saber por puro conformismo, já vira hipocrisia. Vereador, estou a um passo de te chamar de hipócrita, o senhor, tão vivido, nunca tirou algumas horas para ler sobre gênero? Sobre identidade sexual? Travestis e transexuais são mortos quase todo dia no Brasil e não fazemos nada para mudar. Sim, esse debate nas escolas já altera muita coisa, vereador, é nas crianças que o preconceito começa. Não há lugar melhor do que a escola, cheia de diversidade, para ela aprender a conviver com o próximo. Peço encarecidamente que, após ler isso, repense seus atos e retire essa proposta indecente de segregação, autoritarismo e censura. Os futuros transexuais que nascerão o agradecerão com suas vidas. Obrigado.

13283_1116679565027037_2136254525388002082_n – Flávio Menezes.

Advertisements

One thought on “AO SENHOR CAMPOS FILHO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s